IP

Uma câmera convencional digital tem uma resolução máxima de 640 x 480 com aproximadamente 300.000 Pixels ou 0,3 Megapixel, já uma câmera IP poderá ter resoluções de até 2592 x 1944 ou aproximadamente 5Mpixel. Com resoluções desta dimensão a capacidade de reconhecimento e verificação de detalhes em uma imagem fica muito facilitada, mas acima de tudo são possíveis novos recursos como movimentação no escopo da área de visualização, zoom em parte da imagem, etc.

Uma Camera IP, também conhecida como câmera de rede é um dispositivo eletrônico que permite ao usuário visualizar ao vivo, através de uma rede local ou remotamente via internet, com objetivos de visualização, controle, monitoramento e gravação. Consiste basicamente de um sensor de imagem, circuito de análise e processamento de vídeo, servidor de vídeo web e interface de rede, integrados no mesmo equipamento com funções e programação otimizados para uma operação em conjunto com sistemas de rede. É formada internamente por uma complexa estrutura de processos, controladas por um sistema operacional próprio, integrando todas as funções necessárias para a sua operação e gerenciamento, incluindo a transmissão remota, processos de captura e compactação de imagens, configuração remota, controle de periféricos, atualização de aplicação, entre outras. Diferentemente das câmeras de CFTV analógicas, as câmeras IP possuem uma comunicação através de redes ethernet, utilizando protocolos de transmissão de dados, baseados principalmente em TCP/IP.

Uma câmera IP combina uma câmera de CFTV com características de um servidor de vídeo web, incluindo a digitalização e compactação de vídeo, assim como a conectividade de rede. A partir da rede, o vídeo é transportado através de uma rede IP, através de hubs, switches e roteadores, e gravado em ou um PC com o Software de Gerenciamento e Controle de Vídeo (NVR), ou ainda em um NVR de hardware dedicado. Representa uma atualização dos sistemas de CFTV para uma estrutura digital de transmissão de imagens em rede, desde as câmeras e é também um sistema de vídeo plenamente baseado em rede, onde nenhum componente analógico intermediário está sendo utilizado. Um sistema de vídeo em rede utiliza o processamento nas câmeras IP como forma de reduzir a utilização da banda, permitir a utilização da infra-estrutura de rede existente, ampliar as capacidades e conectividades do sistema de CFTV. Proporcionando ainda uma resolução superior (megapixel), qualidade de imagem consistente, possibilidade de POE (Power Over Ethernet – Alimentação sobre Rede), utilização de dispositivos de rede Wireless (Wi-Fi), possibilidade de Pan/Tilt/Zoom Integrados, áudio, entradas e saídas digitais, acionamento de dispositivos, maior flexibilidade e capacidade de integração.

A primeira câmera IP foi desenvolvida pela Axis Communications em 2006, utilizando a plataforma Linux embarcada. A Axis também disponibilizou sua API (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicativos) que permitiu a integração e criação de softwares e sistemas de gerenciamento por parte de terceiros, resultando em um crescimento exponencial do mercado de vigilância IP. Essa prática permitiu a criação de sistemas personalizados para as mais diversas aplicações e propósitos, assim como uma distribuição do conhecimento em um número maior de empresas.

A AzCom opta preferencialmente pela instalação das câmeras Axis como solução IP mas possui ampla experiência na aplicação das soluções que o cliente precisa.